Policial se recusa a usar arma durante o serviço dizendo que “Deus dará o livramento

Compartilhe:

zeA violência urbana no Brasil gera dezenas de milhares de mortes todos os anos, com baixas semelhantes – ou piores – que as registradas em muitas guerras no passado, mas mesmo assim, um policial militar decidiu que não vai mais usar sua arma durante o expediente.

O policial capixaba está lotado no 4º Batalhão da Polícia Militar de Vila Velha (ES), e decidiu que não vai mais usar arma porque acredita que Deus o protegerá. Após sua recusa em portar a arma, ele se tornou alvo de um processo administrativo interno.

 

O soldado – que teve sua identidade mantida em sigilo – argumentou que “Deus dará o livramento de situações extremas que o obriguem de tirar a vida ou agredir alguém”, e que por isso, não se sente à vontade em portar arma.

A informação foi revelada pelo portal Gazeta Online, a partir dos dados da sindicância interna reproduzida no Boletim Geral da PM número 37, publicado na última sexta-feira, 11 de agosto. A área que o PM cobre durante suas patrulhas abrange os bairros Glória e São Torquato da capital do estado, incluindo a região da Grande Santa Rita e a Grande São Torquato.

O processo administrativo para estudar o comportamento do policial religioso foi iniciado em maio, e agora, se tornou um PAD-RO (Procedimento Administrativo Disciplinar de Rito Ordinário), e pode resultar na exclusão do policial, pois foram constatados “indícios de irregularidades na conduta” do soldado, pois ele apresentou “postura explicitamente incompatível com as atribuições da função policial militar”.

Comente



  
  

  contato@mantenaterraboa.com.br

 

   Categorias
 
    -
Destaques                 - Página Policial
    - Cidade                        - Política         
    -
Educação                  - Geral
    - Esporte                       - Eventos
    -
Estado                        - Mundo Gospel
    - Eventos                      - Dicas de Saúde 
    - Mensagens                - Videos

 

   Redes sociais

        


 
É livre a reprodução das publicações contidas
neste site, ressalvando direitos e autorias
de terceiros

 
© 2016 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Interativas