Donos do helicóptero com cocaína não têm ligação com droga, diz PF

Compartilhe:

operacao_alfonso_claudio-25_11_2013-bCom base em ligações telefônicas dos presos, a Polícia Federal do Espírito Santo aponta que os donos do helicóptero apreendido com 445 kg de cocaína não têm ligação com a droga. A aeronave pertence a uma empresa da família do senador mineiro Zezé Perrella. A reportagem da TV Gazeta teve acesso a detalhes da investigação, que aponta o Espírito Santo como parte da rota internacional do tráfico de drogas. O delegado Leonardo Damasceno pretende concluir o inquérito até o dia 19 de dezembro.

No dia 24 de novembro, a polícia apreendeu o helicóptero e a droga, e prendeu o piloto, além do copiloto e dois homens que aguardavam a transação em uma fazenda, em Afonso Cláudio, no Espírito Santo. A cocaína havia sido descarregada da aeronave e estava pronta para ser despachada quando aconteceu a prisão.

Momento da prisão dos envolvidos no transporte de 445 kg de droga, em Afonso Cláudio. (Foto: Reprodução/TV Gazeta)Momento da prisão dos envolvidos no transporte de
445 kg de droga. (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

Segundo a PF, o helicóptero esteve no Paraguai no dia 23 de novembro para buscar a droga. No mesmo dia, o entorpecente foi transportado para um lugar ainda indefinido, em São Paulo, e o helicóptero foi guardado sem a droga no Aeroporto Campo de Marte. No dia seguinte, já com a pasta base de cocaína, a aeronave realizou um pouso em Minas Geraispara abastecer, e depois seguiu viagem até oEspírito Santo. Não há informações se o piloto que conduziu a aeronave até o país vizinho é o mesmo que foi detido em Afonso Cláudio.

Os policiais já investigavam uma movimentação suspeita na fazenda ao lado de onde o helicóptero pousou. Segundo as investigações, a propriedade foi vendida por R$ 500 mil, cerca de 20 dias antes do flagrante. A polícia investiga a possibilidade da área ter sido adquirida somente para receber a droga. Moradores da região disseram que o comprador é da Grande Vitória, e vive do aluguel de imóveis.

Um dos quatro presos informou que faz parte de uma quadrilha chefiada em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, município próximo a uma rota do tráfico internacional de drogas. As informações constam no auto de prisão em flagrante emitido pelo juiz Jorge Orrevan Vaccari Filho, da 2ª Vara da Comarca de Afonso Cláudio, no dia 26 de novembro.

Custo do serviço
Ainda de acordo com o auto de prisão, o grupo receberia mais de R$ 186 mil para fazer o transporte da droga.

Com os suspeitos, a polícia também apreendeu 11 aparelhos celulares, sendo dois deles com comunicação via satélite, e dois aparelhos GPS, com capacidade de navegação aérea em grandes distâncias.

Vistoria
Na última sexta-feira (6), agentes da Polícia Federal (PF) fizeram uma vistoria no local de pouso da aeronave, na cidade de Afonso Cláudio, e também na fazenda que teria sido comprada para receber a droga.

Droga apreendida em helicóptero dos Perrella. (Foto: Reprodução/TV Gazeta)Parte da droga apreendida em helicóptero dos Perrella. (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

Comente



  
  

  contato@mantenaterraboa.com.br

 

   Categorias
 
    -
Destaques                 - Página Policial
    - Cidade                        - Política         
    -
Educação                  - Geral
    - Esporte                       - Eventos
    -
Estado                        - Mundo Gospel
    - Eventos                      - Dicas de Saúde 
    - Mensagens                - Videos

 

   Redes sociais

        


 
É livre a reprodução das publicações contidas
neste site, ressalvando direitos e autorias
de terceiros

 
© 2016 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Interativas